Ambiente Obesogénico: O que é?

O Ambiente Obesogénico é conhecido como aquele que promove hábitos negativos de saúde relacionados com sedentarismo e má nutrição e que favorecem o surgimento da obesidade e das suas doenças associadas.

Tudo isto por meio do elevado consumo de alimentos prejudiciais à saúde, estimulados por uma estratégia de venda a baixo custo de produtos industrializados com elevada densidade calórica, elevado teor de gordura saturada e carboidratos com adição de açucares e sal, ausência de nutrientes saudáveis e onde o ato de comer é realizado de “ uma forma qualquer” e geralmente com desvio da atenção para aparelhos tecnológicos ( smart, TV, tablets…), sem foco na qualidade dos nutrientes e num contexto de ausência de Atividade Física.

 

Estes ambientes afetam negativamente todos os seus membros, independentemente da idade e com maior impacto em crianças.

 

São inúmeras as campanhas publicitárias na indústria de alimentos voltadas para o público, quer crianças quer adultos, com conteúdos que promovem o consumo de alimentos industrializados, com grande palatabilidade, para “torná-los mais saborosos” com risco de viciar e com valor nutricional deficiente.

 

É responsabilidade dos adultos evitar que na infância se consumam estes produtos se realmente quisermos ter no futuro gerações mais saudáveis.

 

Esta pandemia de obesidade só pode ser controlada se eliminarmos esses ambientes obesogénicos que, dia após dia, contribuem para o desenvolvimento de uma população pouco saudável.

 

Em relação à alimentação, o início e desenvolvimento destes ambientes pouco saudáveis, começa com o ato da compra dos alimentos (lojas de bairro ou Mercados versus grandes áreas comerciais) ou com a escolha do local para comer (em casa ou fora de casa).

As refeições fora de casa são, na maioria das vezes, feitas de forma rápida e sem reparar numa nutrição saudável.

 

Relativamente aos estilos de vida, no mundo adulto, sabemos dos elevados níveis de stress social e laboral que sustentam a sociedade com ausência de atividade física. No que se refere às crianças, a falta de atividades ao ar livre em conjunto com ao tempo empregue no uso de dispositivos eletrónicos têm como consequência a falta de exercício físico e conseguem fechar o negativo círculo vicioso que configura um ambiente obesogénico.

 

No próximo post iremos tratar de como prevenir o Ambiente Obesogénico.

 

A Saúde é Atitude!