Na continuação do post anterior sobre este tema, vamos hoje partilhar consigo, mais 3 acções que estão ao seu alcance realizar na direcção do seu bem-estar:

 

  1. Realize registos, são poderosos auxiliares para saber às quantas anda, isto é, saber exactamente onde se encontra, passo essencial para saber para onde quer ir e perceber quais as necessidades de ajustar o percurso e as direcções a tomar. Surge então a questão, o que registar? Deixamos as seguintes sugestões:

 

  1. Semanalmente: registe o seu peso

 

  1. Diariamente (pelo menos durante uma semana):
  • os alimentos consumidos: hora e local, alimentos e bebidas – quantidade e calorias, estado emocional, …

 

Sugestão de leitura: Diários alimentares… porque é importante saber aquilo que comemos?

 

  • a atividade física praticada: dia/ quantidade de tempo dedicado/ tipo de actividade física realizada.

 

 

  1. Preparação e precaução!

 

Quanto à alimentação…

 

  • Antes de ir às compras prepare uma lista do que precisa de comprar e compre apenas o que vem nela e nas quantidades assinaladas. Compre quando estiver saciado/a, não quando tem fome!

 

  • Aprenda a conhecer os alimentos! Quando ingere um alimento, procure saber que tipo de nutrientes está a fornecer ao seu organismo. É importante ter a noção de que certos alimentos são mais calóricos do que outros e que alimentos pré-cozinhados ou processados industrialmente, contém calorias escondidas, muitas vezes sob a forma de gorduras invisíveis, este conhecimento irá ajudá-lo/a nas suas decisões, quando for fazer as suas compras.

 

E como diz o ditado… prevenir é melhor do que remediar! Por isso…

 

  • Guarde os alimentos “tentação” de forma a que não estejam visíveis e à mão;

 

  • Tenha à disposição alimentos com poucas calorias, tais como pepinos, cenouras,.. que possa tomar com aperitivo;
  • Sirva a comida em pratos pequenos… levam menos quantidade!

 

  • Coma lentamente, mastigando devagar e parando para saborear entre dois pedaços. Se estiver acompanhado/a, pode ser um bom momento para conversar!

 

  • Recolha os restos quando acabar de comer, para não ter a tentação de continuar;

 

  • Peça à família e aos amigos que não estejam sempre a falar de comida e que participem consigo em outras atividades.

 

 

Quanto à actividade física…

 

Elabore o seu próprio programa desportivo, inclua actividades físicas compatíveis com seu estilo de vida, que lhe proporcionem prazer e inclua-as na sua rotina, de preferência diária. Poderá organizar-se de maneira a ter um momento do dia especialmente dedicado ao exercício. Praticar desporto com um amigo, também, poderá permitir-lhe desfrutar melhor desses momentos. E… sempre que possível, pratique pequenos exercícios, tais como ir a pé, em vez de ir de carro ou subir as escadas de elevador, …

 

 

  1. Aprenda a gerir as emoções de forma construtiva.

Elabore uma lista de atividades alternativas para quando estiver só, preocupado/a, nervoso/a ou aborrecido/a. Esta pode incluir visitas ou telefonemas a um/a amigo/a, ir às compras, ir ao cinema, fazer exercício, um pequeno passeio ou outra actividade que o/a absorva e lhe proporcione satisfação.

 

Sugestões de leitura: Procura reconforto na comida? Estratégias para ajudar a superar a fome emocional…(Parte 1 e 2)/ Deprimido/a? Como os sentimentos mudam…/ Perda de peso… Como lidar com sentimentos de frustração?!

 

 

Tenha presente que…

 

… embora “dietas relâmpago”, sejam tentadoras e pareçam resultar no sentido de perder peso rapidamente, o mais comum é que pouco tempo depois, ocorra o inverso, ou seja, a recuperação do peso, acompanhada, frequentemente, de um aumento superior ao peso original. Acreditamos que não é esse o seu desejo!

 

… tão importante como emagrecer é manter um peso saudável ao longo do tempo.

 

… as mudanças não se irão verificar da noite para o dia, contudo com persistência e determinação, as mudanças aparecerão progressivamente!