Criar novos hábitos alimentares: 3 componentes básicos necessários…

Antes de mais, importa dizer que, criar novos hábitos alimentares, ainda que seja muito desejável e que afirmemos ter vontade de mudar, envolve alguns aspectos essenciais, que precisamos de ter em mente, para que este processo funcione:

1. É difícil, mas não impossível!

2. Requer um importante trabalho pessoal, em que o desenvolvimento de uma maior autoconsciência é basilar.

3.Devemos ter claro que haverá dificuldades pelo caminho, mas que, longe de serem um obstáculo, elas nos ajudarão a crescer e a aprender.

4.  Responsabilidade, compromisso e motivação são fundamentais.

5. O sucesso não termina na aquisição de objetivos, mas na manutenção a longo prazo.

 

Os hábitos alimentares, são formados ao longo da vida, através de repetição sistemática, de modo que, quanto mais repetições do mesmo padrão alimentar houver, mais depressa o hábito se tornará automático, familiar, subconsciente e difícil de mudar.

Lembremos que o nosso cérebro tem um potencial incrível e assim como aprendemos determinados hábitos, também temos capacidade para aprender e desenvolver outros! Para tal, precisamos de ser pacientes e concedermo-nos essa oportunidade! 

 

Para criar um hábito, tenhamos presentes 3 dos componentes básicos necessários:

      1.  O conhecimento – essencial para saber o que devemos fazer e por quê. Por exemplo, é importante saber as razões/ motivos pelos quais é necessário comer de forma saudável e estes vão desde: controlar o peso, prevenir doenças, melhorar a saúde física e mental, fornecer os nutrientes necessários para o corpo, entre outros. 

         

      2. A competência – prende-se com saber como fazer e possibilita realizar o processo, ou seja, como devemos colocá-lo em prática: por exemplo, como planear as refeições, proporções de comida no prato, …

 

      3.  A motivação – o combustível que nos move, ou seja, o desejo de mudar.

 

          É possível criar e manter bons hábitos alimentares duradouros! Como?

 

Começando por tomar consciência, revendo os seus hábitos alimentares actuais e progressivamente mudar antigos conceitos sobre alimentação, agir de forma diferente e ajustar o seu estilo de vida na direcção de uma vida mais saudável, à medida que vai aplicando novas estratégias cognitivas, emocionais, comportamentais e interpessoais. E… nós podemos ajudá-lo/a!

O esforço e energia que investir poderão ter uma mudança significativa na sua qualidade de vida!