“Está tão delicioso!!! Vá lá…não vai fazer diferença!” O que fazer quando insistem para comer?

Acredita que tem o direito de seguir os seus objectivos de perder peso, mas tem dificuldade em ser firme quando as pessoas lhe oferecem comida?

Este bolo está delicioso…come mais uma fatia!

Tens de provar…passei o dia todo a preparar estas delícias de propósito para ti, não me faças essa desfeita!

Estás de dieta novamente? Sabes que não vais emagrecer!

Vou ficar magoada se não provares!

Vai sobrar tanto, é um desperdício!

Não é raro, entre amigos e/ou familiares, em momentos de maior descontração e socialização à mesa, haver quem lhe ofereça de forma insistente comida, o que pode boicotar seriamente os seus esforços para emagrecer se não aprender a responder de modo firme e confiante.

 

Deixamos alguns exemplos de estratégias que, com frequência, são usadas por aqueles que insistem para que coma:

Algumas pessoas tentam…

– Fazer com que se sinta culpado/a: “Mas eu trabalhei tanto para fazer essa refeição para ti!”

– Minimizar o impacto sobre o seu peso: “Ah, comer só isso não vai fazer diferença”.

– Procurar seduzi-lo/a: “Está tão delicioso! Precisas mesmo de provar!”

Como seguir o seu plano de perder ou manter peso, apesar da insistência de outros para que coma mais do que tinha planeado?

O que pode fazer nestas circunstâncias?

      1    Tenha sempre presente as suas motivações e objectivos para manter ou perder peso.

 

      2    Quando alguém insistir, preste atenção ao que diz a si mesmo/a. Sim! Preste atenção aos seus pensamentos, diálogo interior. O que este lhe diz? “Eu não posso magoá-lo/a recusando isso.” ou Não vou conseguir manter-me firme.” Pois precisará responder a tais pensamentos que boicotam o perseguir os seus objectivos.

 

      3   Lembre-se que, ainda que não queira desapontar a pessoa que estiver a insistir, tem de fazer uma escolha: a) desapontar os outros e emagrecer ou b) agradar-lhes e sentir-se sem controle, envergonhado/a e infeliz quando subir na balança. Em síntese, desapontar a si mesmo/a.

 

       4   Pergunte-se: Por que eu acho que não posso desapontar os outros, mas não vejo problema em desapontar a mim mesmo/a?

 

       5  Tenha presente que tem direito e é importante para si recusar, de maneira educada, quando insistem para que se sirva pela segunda vez, coma ou beba mais do que é do seu interesse. Por vezes, sobrestimamos o quanto os outros ficarão desapontados se recusar ofertas de comida, bem como a duração desse desapontamento. Não é incomum, também, surpreendermo-nos quando alguém aceita bem a sua recusa e muda de assunto ou tenta oferecer a outra pessoa. Se não lhe transmitir, não terá essa oportunidade.

Se for difícil para defender-se nessas situações, escreva um pequeno cartão lembrete que poderá transportar consigo para o/a relembrar:

“O meu objectivo de emagrecer é mais importante do que o desejo momentâneo de alguém de que eu coma a sua comida. O desapontamento da pessoa provavelmente será moderado e breve. E é muito importante para mim atingir os meus objectivos!”

 

     6   Adopte uma postura para permanecer firme independentemente do que lhe disserem. Tem o direito de decidir o que vai ou não comer!

 

       A. Crie a regra de que não vai comer quando alguém lhe oferecer um alimento que não planeou, seja qual for a situação, a menos que realmente queira levar o alimento para casa e planear comê-lo em outro dia. Mas se achar que vai se sentir tentado/a a comer antes do planeado, não o leve para casa, pois irá arrepender-se de ter comido.

        B. Se insistirem, diga simplesmente: “Não, obrigado” ou “Sinto muito, mas vou ter de dizer não, obrigada.” e mude rapidamente de assunto. Se persistirem, também pode persistir, simplesmente continuando a dizer: “Não, obrigado” ou “Não é a minha intenção magoá-lo/a, mas terei de dizer não, obrigada.” ou “É muito gentil da vossa parte, mas não, obrigada.

         C. Se perguntarem por que não quer comer, não precisa dar nenhuma razão. Apenas diga: “Eu realmente não quero comer agora. Mas muito obrigado, de qualquer maneira.”

Tenha em mente:

É possível com determinação, educação e persistência!!! Em algum momento acabarão por parar de insistir. E sempre que se sentir orgulhoso/a de si mesmo/a por ter sido firme com quem lhe oferece comida de forma insistente… registe esse momento! Escreva no seu bloco ou caderninho especial de conquistas, para continuar a se motivar e para mais tarde recordar 😉!

Força !…querer é poder !!!