(Parte 1) O que fazemos com os Hidratos de Carbono ?…Comê-los, mas…

O que fazemos com os hidratos de carbono? …Comê-los, mas com algumas considerações.

Primeiro, o que são os Hidratos de Carbono (H.C.) ou carboidratos e o que significa o Indice Glicémico dos alimentos:

Os H.C. são a principal fonte de energia do organismo. São macronutrientes essenciais que devem provir dos alimentos, já que o nosso organismo não os produz.

Tipos de Hidratos de Carbono:
Existem 3 formas de apresentação do H.C. na comida:

1      H.C. Simples ou açúcares que incluem glicose, frutose (açúcar de frutas),lactose (açúcar do leite) e sacarose      (açúcar de mesa).
Eles são caracterizados por serem um tipo de H.C. que vão rápidamente para o sangue e que                    forçam o pâncreas a produzir a insulina bruscamente para introduzi-los dentro das células que é onde devem estar.   Se a glicose se mantém diariamente em níveis elevados no sangue, falamos de Diabetes.
Estes H.C. simples são geralmente encontrados em alimentos açucarados: mel, refrigerantes, zumos de frutas,             doces industriais … e são considerados prejudiciais quando tomados em excesso.

2.    H.C. Complexos, como o amido, são caracterizados por serem absorvidos lentamente para o sangue porque     sendo complexos, primeiro precisam ser transformados em compostos mais simples e, portanto, necessitam menos trabalho do pâncreas na segregação de insulina para os introduzir nas células mais lentamente.
           Estes são mais saudáveis ​​e são encontrados em cereais (pão, arroz, massas) e em legumes e tubérculos.

Atenção a este critério de velocidade para chegar ao sangue. Esta característica de trânsito lento  dos hidratos complexos para o sangue é muito importante considerar quando queremos fazer um plano    nutricional de perda de peso.
Devemos saber que quando ocorre uma libertação súbita de insulina, os níveis da glicemia (açúcar no sangue ),também descem acentuadamente e esta diminuição provoca um sinal de alerta no nosso cérebro que  induz o apetite ( “coma que eu preciso de glicose”). Não vamos esquecer que a glicose é a fonte de energia de nossos neurônios, ao contrário do resto das células do organismo que usa oxigênio como prioridade.

3.    Fibra: aumenta a sensação de saciedade sem fornecer apenas calorias e também ajuda a diminuir o Índice           Glicêmico dos alimentos. Legumes, hortícolas, frutas e frutos secos (nomeadamente nozes) são ricas em fibras.

Mas o que é o Índice Glicêmico dos alimentos?…este conceito e outros de interesse relacionados com os H.C.  na Obesidade ( quantos, quando, e quais)  ficam para a 2ª Parte deste Post.

A Saúde é Atitude !

Até a próxima!