Pós-férias e comportamento alimentar: Como manter o foco?

As férias estão associadas a uma maior descontração de modo geral e, não raro, mais especificamente no que se refere ao comportamento alimentar. O retorno à rotina do dia a dia, a que chamamos “pós-férias”, nem sempre é fácil!

Se, durante o período de férias, conseguiu superar alguns desafios e manter um comportamento alimentar saudável e equilibrado, está de parabéns! Contudo, caso tenha cometido alguns desvios que dificultaram que se mantivesse no caminho dos seus objectivos de perda ou manutenção de peso, não desespere! Neste post deixamos algumas recomendações para o/a ajudar a manter o foco!

O que fazer quando se sentir tentado/a continuar a comer o que não deve?

  • Reconheça que cometeu um deslize! Recorde que o que disser para si mesmo/a no seguimento desse deslize, fará toda a diferença! Por isso, em vez de dizer: “Estraguei tudo. De nada vale parar agora, vou comer o que quiser o resto do dia… e… amanhã retomo o comportamento saudável…” será mais construtivo dizer para si mesmo/a: “Tudo bem, eu não deveria ter comido aquilo. Cometi um erro. Mas, não é o fim do mundo! Só porque cometi um erro, não significa que tenho de continuar a comer. Isso não faz sentido! Posso reorientar o meu comportamento, neste preciso momento! É muito melhor parar agora do que me dar permissão para continuar a comer ainda mais. Se fizer isso, ainda que, de momento, me esteja a saber bem e me dê prazer, vou acabar por me sentir mal comigo mais tarde… por isso, não vou deixar que este deslize ponha em causa e anule tudo o que me tenho esforçado para fazer até aqui!”

 

  •  Comprometa-se novamente com os seus objectivos e hábitos saudáveis! Fortaleça a sua motivação e determinação, se registou os motivos pelos quais é importante para si manter os seus objectivos relativamente a manter um comportamento alimentar saudável, leia-os novamente. Caso não tenha feito esse exercício previamente, ainda vai a tempo, experimente fazê-lo agora! (sugerimos que consulte o post publicado com o tema: Antes de iniciar o seu tratamento…)

 

  • Estabeleça um limite. Não espere até ao dia seguinte para voltar a ter comportamentos e fazer escolhas          saudáveis que visam os seus melhores interesses! Em vez disso, diga: “Este é o meu limite, onde vou parar        de comer alimentos que não planeei!” Sinalize esse limite com alguma actividade que não esteja             relacionada com a comida, por exemplo sair e fazer uma breve caminhada.

Lembre-se:

É destrutivo continuar a comer de forma impulsiva pelo resto do dia, só porque comeu alguma coisa que não estava no seu planeamento alimentar.

 

  • Elogie-se por ter parado de comer – seja qual for o momento quando isso ocorreu. Se desejava continuar a comer, mas não o fez, merece elogios! É importante não se sentir desmoralizado/a. Dê um desconto a si mesmo/a… é um ser humano, ninguém é perfeito e cometeu um erro. Não faça disso um drama, pois estará a dificultar todo o processo a favor do seu bem-estar e qualidade de vida! O problema não está em cometar um erro, mas antes em quantas vezes caímos nele! 

 

  • Mantenha-se atento/a a sentimentos de fracasso e desamparo. (sugestão: ver post publicado com o tema: Procura reconforto na comida? Estratégias para ajudar a superar a fome emocional…) Ao cometer um deslize, é possível que surjam sentimentos de fracasso e acredite que é muito difícil e não é capaz de manter hábitos alimentares saudáveis. Nestes momentos, tenha em mente que lapsos são inevitáveis, é normal desviar-se da dieta de vez em quando. Voltamos a referir: Ninguém é perfeito!

 

  • Continue a comer normalmente. Enquanto algumas pessoas se dão permissão para continuar a comer em excesso, outras pensam: “Agora que comi algo que não podia, tenho que compensar… não posso comer mais nada pelo resto do dia.” Note, no entanto que, ao pensar assim, provavelmente irá sentir-se infeliz, ressentido/a ou ansioso/a, com a expectativa de que, mais tarde, terá muita fome. Neste caso, pode acabar decidindo comer tudo o que quiser. Para evitar que isto aconteça, é importante colocar esse erro em perspectiva e pensar que não é um problema assim tão grande! Vá em frente e continue seguindo o planeamento inicial pelo resto do dia.

 

  • Acima de tudo… Aprenda com a experiência! Em vez de ceder e pensar em desistir, encare os deslizes apenas como erros que acontecem. Esteja decidido/a a comprometer-se novamente e a manter-se, nesse mesmo momento, no caminho do desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis!

 

  • Veja cada experiência como uma oportunidade para aprender a lidar e evitar situações semelhantes no futuro.

 

  • Veja cada experiência como uma oportunidade para se fortalecer….Desejamos que continue a fazer boas escolhas… Até breve!