Problemas de Saúde Psicológica: 2) Como amigos e familiares podem ajudar?

No tema anterior foram partilhadas algumas recomendações para quem vive com problemas de Saúde Psicológica. Tendo presente que, os desafios acrescidos em tempos de pandemia, também se podem colocar aos familiares e amigos, em termos de como prestar apoio, seguem-se algumas sugestões:

 

Como amigos e familiares podem ajudar? Algumas recomendações….

 

 

  • Conheça a doença. Procure aprender sobre o problema de Saúde Psicológica, de modo a poder compreender melhor a experiência do seu familiar ou amigo e poder ajudá-lo. Aceite que pode não compreender o comportamento do seu familiar ou amigo e que ele pode ter uma perspectiva diferente sobre a realidade. Os problemas de Saúde Psicológica afectam pessoas diferentes de formas diferentes.

 

  • Mantenha-se presente. Tente reduzir o impacto do isolamento e da situação de incerteza que vivemos, proporcionando momentos de partilha e certificando-se que o seu familiar ou amigo não se isola e se mantém conectado com os outros. Ligue-lhe ou escreva-lhe regularmente. Mostre-se disponível para o que for necessário.

 

  • Escute activamente. Lembre-se que não precisa de resolver o problema do seu familiar ou amigo ou sequer de oferecer conselhos. Frequentemente, apenas ouvir e mostrar interesse, disponibilidade e respeito, pode ajudar muito. Mantenha uma atitude apaziguadora, procurando apoiar a desconstrução de alguns pensamentos negativos.

 

  • Pergunte como pode ajudar. Esclareça junto do seu familiar ou amigo o que pode fazer para ajudá-lo a sentir-se mais seguro e tranquilo. Encoraje-o a pensar sobre estratégias que resultaram no passado e dê sugestões (por exemplo, ligar para conversar, fazer exercícios de relaxamento em conjunto, dar ajudas práticas como ir às compras, fazer uma refeição ou lembrá-lo de tomar a medicação).

 

  • Seja paciente. Às vezes, o nosso familiar ou amigo pode dizer-nos algo desagradável ou afastar-nos. É natural que nos sintamos magoados, especialmente porque estamos a dar o nosso melhor para o tentar ajudar. Lembre-se que pode ser difícil, para quem tem um problema de Saúde Psicológica, lidar com experiências adversas e emoções negativas.

 

  • Seja compreensivo. Lembre-se que não é possível “carregar num interruptor e desligar os sintomas”. Os problemas de Saúde Psicológica não dependem da “força de vontade” do seu familiar ou amigo. É natural que, por muito que a pessoa queira sentir-se melhor e comportar-se de forma diferente, não o consiga fazer. É mais importante ouvir as suas preocupações e receios, do que, na tentativa de ajudá-lo a enfrentar os seus problemas e a encontrar soluções práticas, forçá-lo a adoptar comportamentos para os quais pode não estar preparado.

 

  • Ajude a procurar ajuda. Se considera que houve um aumento dos sintomas, que surgiram sintomas novos ou que o seus familiar/amigo está a sofrer e a ter dificuldades em lidar com a situação, incentive-o a procurar ajuda – um Psicólogo pode ajudar. Se necessário, ajude-o a encontrar ajuda (por exemplo, fazendo o telefonema de contacto com o profissional de saúde ou indo à consulta, aguardando na sala de espera).

 

  • Permaneça calmo. Numa situação de crise (por exemplo, um ataque de pânico) é importante que permaneça calmo. Explique ao seu familiar ou amigo que está presente para o ajudar (mesmo que à distância). Incentive-o a respirar devagar e profundamente (por exemplo, contando em voz alta). Sempre que necessário, ligue para a Linha de Aconselhamento Psicológico SNS24.

 

  • Cuide de si

Compreenda o que pode e quer ou não fazer. Não se sinta culpado por reservar tempo para si, sempre que sentir necessário. Lembre-se que está a fazer algo importante pelo seu familiar ou amigo, oferecendo a sua disponibilidade e apoio.