“Saborear” com todos os sentidos! O papel da atenção plena no comportamento alimentar…

O recurso à atenção plena no comportamento alimentar, conduz à alimentação ou acto de comer consciente, na medida em que procuramos alcançar um estado de total atenção às nossas experiências, desejos e sensações físicas ao comer.

 

Essencialmente a alimentação consciente envolve:

 

  • comer devagar e sem distrações
  • reconhecer as sensações físicas de fome e comer apenas até estarmos saciados
  • distinguir entre os “gatilhos” e sensações associadas à fome física e fome emocional
  • envolver todos os nossos sentidos prestando atenção às cores, cheiros, sons, texturas e sabores
  • aprender a lidar com a culpa e a ansiedade por comida
  • comer para manter a saúde geral e o bem-estar
  • perceber os efeitos que a comida tem nos nossos sentimentos e aparência
  • apreciar o que comemos

 

Estes aspectos, embora requeiram um investimento e treino da nossa parte para que se tornem hábitos saudáveis espontâneos, estão ao alcance de cada um de nós e permitem-nos substituir pensamentos e reações automáticas por respostas mais conscientes e saudáveis!

 

O papel da atenção plena no comportamento alimentar…

 

 O ritmo acelerado que vivemos nos dias de hoje, a diversidade de escolhas alimentares (nem sempre saudáveis), as distrações a que estamos expostos mudaram a atenção do acto de comer na direcção a televisões, computadores, telemóveis e afins.

Comer tornou-se um acto de que, geralmente, não estamos conscientes, realizado de forma rápida e automática. Este comportamento, tende a ser contraproducente dado que, o nosso cérebro leva algum tempo para processar a informação de modo a nos apercebermos que estamos saciados e, sem nos darmos conta… já comemos demasiado!

A atenção plena é um recurso muito importante a usar enquanto comemos. Oferece-nos a oportunidade de comer de forma mais consciente, em virtude da nossa atenção ser devolvida e direcionada para o acto de comer.

Quando nos permitimos diminuir a velocidade com que comemos e saborear com todos os sentidos, prestando atenção à riqueza das cores, cheiros, sons, texturas e sabores dos alimentos, o acto de comer passa a ser intencional e mais prazeroso, em vez de automático.

Além disso, aumentamos a nossa capacidade de reconhecer as sensações físicas associadas à verdadeira fome e saciedade, bem como à fome emocional e os gatilhos que a desencadeiam. Munidos deste maior autoconhecimento, podemos criar um espaço entre os ditos gatilhos ou desencadeantes e a nossa resposta, proporcionando-nos tempo e liberdade para escolher como reagir.

Consequentemente, ao mudarmos a maneira como pensamos em comida, os sentimentos negativos que podem estar associados à alimentação são substituídos por maior autoconsciência, autocontrole e emoções positivas, aumentando as nossas possibilidades de sucesso a médio e longo prazo quanto à perda e manutenção de peso.

 

A atenção plena no comportamento alimentar possibilita-nos lidar melhor e ter um maior controlo dos impulsos e hábitos alimentares, pouco saudáveis, associados aos comportamentos problema mais relatados por pessoas com obesidade.

 

Algumas maneiras simples de começar a praticar a atenção plena no comportamento alimentar e desenvolver os hábitos associados a uma alimentação consciente:

 

1.Comece por escolher uma refeição por dia para se concentrar nos seguintes pontos:

 

  • Comer mais devagar e não apressar as suas refeições.
  • Mastigar bem.
  • Eliminar as distrações desligando a TV e o telefone.
  • Comer em silêncio, o que permite concentrar-se melhor no acto de comer.
  • Concentrar-se em como a comida o/a faz se sentir.
  • Parar de comer quando estiver satisfeito/a.
  • Perguntar-se por que está a comer, se realmente está com fome e se a comida que escolheu é saudável.

 

Desenvolver estes hábitos requer prática e persistência. Continue e progressivamente vá implementando estes hábitos nas outras refeições.

 

A alimentação consciente é uma ferramenta poderosa para recuperar o controlo da nossa alimentação.

Dê o benefício da dúvida! Não desista à primeira e aprenda a saborear com todos os sentidos 😉!